Goiasvelho.tur.br - Portal da Cultura e Lazer da Cidade de Goiás Velho
Eventos
Fotos
Vídeos
Teens
Educação
Cidadania
Saúde
Tudo sobre a Insônia - É importante? Então está aqui!

Cidade de Goiás Velho

Hoteis e Pousadas

História da Cidade de Goiás

Monumentos Históricos

Museus

Atrativos

Album de Fotos

Restaurantes

Pizzarias

Bares

Comercios e Serviços

Cora Coralina

Cidade de Goiás

Dicas

Camping

Lan Houses

Artistas Plásticos

Mapa da Cidade

Como Chegar

Eco Turismo

Artesãos

Artesanatos

Clubes

Informações

Agenda 2009

Igrejas Históricas

Prefeitura

Fotos

Câmara Municipal

Telefones Úteis

Balneários

Principais Rios

DESTAQUES

Placas

Melhores Faculdades

Cidadania

Moto-taxis

Parque da Serra Dourada

Ponto de Táxis

Escolas Municipais

Escolas Estaduais

Faculdades

Hoteis Fazenda

Pousadas Ecológicas

Rios e Cachoeiras

Outras Cidades

Igrejas Evangélicas em Goiás

www.goiasagito.com

www.vilaboadegoias.com.br

Vídeos

DJS Locais

Músicas

Camping na Cidade de Goiás

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

...

Pousada Serra Dourada

Distúrbios do Sono

 Insônia  - Narcolepsia - Apnéia Obstrutiva do Sono - Paralisia do Sono - Síndrome das Pernas Inquietas (SPI) - Sonambulismo

Insônia

Perguntas e Respostas

Provavelmente não existe ninguém não tenha sofrido alguma vez de insônia. E todos conhecem a conseqüência dela: Cansaço Diminuição de reflexos, concentração, memória Irritabilidade Perda de energia Envelhecimento precoce.

A insônia pode ser dividida em

  • Inicial (dificuldade para adormecer)
  • Intermediária (despertares, micro despertares, superficializações do sono)
  • Terminal (despertar antes da hora), que é um dos sintomas típicos de depressão.

Causas mais freqüentes da insônia

Causas não médicas:

  • Barulho
  • Claridade
  • Colchão e travesseiro ruins
  • Parceiros agitados, que ronca, que tenha Pernas Intranqüilas ou Movimentos Periódicos de Membros
  • Calor (a temperatura ideal para o sono é de 22 a 24º, homens preferem próximo dos 22, mulheres mais para 24 a 26º)
  • Posição inadequada (de costas ou de barriga para cima) . A posição ideal para dormir é de lado, com um travesseiro eu seja da altura do ombro, para que a coluna cervical permaneça horizontal.

Causas comportamentais:

  • Trabalho em turnos
  • Momento de vida estressante
  • Preocupações
  • Dormir muito durante o dia
  • Horários irregulares para ir dormir
  • Fumar no quarto
  • Cafeína e demais estimulantes consumidos muito tarde.

Causas médicas:

  • Depressão
  • Ansiedade
  • Doenças do sistema respiratório, por ex. Apnéia do Sono e Asma
  • Stress Crônico
  • Artrite e outras doenças que provocam dor
  • Doenças cardíacas
  • Restlesslegs (Pernas Intranqüilas)
  • Movimentos Periódicos dos Membros
  • Fibromialgia
  • Efeitos colaterais de medicamentos
  • Gastrite, esofagite e hérnia de Refluxo
  • Obesidade (tanto por uma possível Apnéia do Sono quanto por compressão dos pulmões pelo abdômen)
  • Apnéia Obstrutiva do Sono
  • Parkinson
  • Alzheimer e Demências de um modo geral.

Tratamento: (havendo as causas não médicas acima, logicamente, deve-se começar por elas)

1) Medicação:

  • Hipnóticos (medicamentos para dormir) e Ansiolíticos . Pessoal, hipnótico não é cigarro, que você começa a fumar e nunca mais pára. Quando bem administrado, bem dosado e bem indicado o paciente não fica dependente e só melhora sua qualidade de vida. Para desenvolver dependência e/ou tolerância a pessoa precisa realmente abusar.
  • Antidepressivos (alguns deles), que conforme vocês já leram, não provoca dependência.
  • Neurolépticos (alguns deles) que também não provocam dependência, mas costumam provocar boca seca e às vezes aumento de apetite, de modo que são boas alternativas apenas para uso esporádico.

2) A famosa Higiene do sono, que consiste em tentar eliminar o máximo possível dos 3 grupos de causas descritas acima.

Apnéia Obstrutiva do Sono ou Síndrome de Apnéia/Hipopnéia Obstrutiva do Sono (AOS ou SAHOS)

É um quadro grave no qual o sono superficializa até centenas de vezes por noite sem que a pessoa perceba. Geralmente a parceira nota que o paciente ronca e tem pausas na respiração, seguidas de grandes puxadas de ar.

A AOS prejudica todo o organismo e é responsável por um aumento de mortalidade muito maior que outras pessoas da mesma faixa etária.

É mais freqüente em homens mas também pode ocorrer em mulheres.

A causa é quase sempre obstrução das vias aéreas por excesso de peso, diâmetro muito grande do pescoço e flacidez das estruturas da garganta

Sintomas :

  • Cansaço, irritabilidade
  • Queda de libido
  • Depressão
  • Sonolência Excessiva Diurna em situações inadequadas
  • Diminuição de concentração e de rendimento profissional
  • Hipóxia (má oxigenação) de todo o organismo
  • Pressão alta
  • Insuficiência cardíaca

Tratamento.

A AOS tem que ser tratada. Além da piora nítida da qualidade de vida, ela aumenta a probabilidade da pessoa sofrer Infarto do Miocárdio e Acidente Vascular Cerebral (AVC ou "derrame"). A população com Apnéia Obstrutiva do Sono tem mortalidade muito maior do que a população não apneica da mesma faixa etária.

O tratamento costuma trazer resultados espetaculares e muda completamente o prognóstico. Uma pessoa tratada tem a mesma sobrevida que as demais pessoas da mesma faixa etária.

Medicamentos para dormir (hipnóticos) não são indicados porque deprimem o Centro Respiratório, agravando a hipóxia.

Os tratamentos disponíveis são: perda de peso, almofadas que obriguem a pessoa a dormir de lado, aparelhos dentários e CEPAP.

Cepap é um aparelho composto de um motor silencioso e uma máscara que força a entrada de ar nos pulmões. Talvez seus filhos achem que você se transforma num astronauta à noite, mas sua qualidade de vida será muito melhor.

Narcolepsia

É um distúrbio crônico caracterizado por ataques súbitos, inevitáveis e inadequados de sono.

É uma condição genética na qual a orexina (ou hipocretina, um neurotransmissor estimulante) não é produzida em quantidade suficiente pelas células de um pequeno núcleo do hipotálamo.

Existe maior incidência em algumas famílias. Isso não quer dizer que todos os narcolépticos terão filhos narcolépticos.

Sintomas:

  • Sonolência Excessiva Diurna (que não é uma doença, é a manifestação de algum problema) mesmo tendo dormido bem na noite anterior. O paciente simplesmente adormece, não importa se conversando, trabalhando, dirigindo, etc. Os ataques são repentinos e repetidos durante o dia. A SED ocorre em praticamente todos os casos de Narcolepsia.
  • Cataplexia (em 60 a 90% dos casos). Significa uma perda súbita de força muscular. Pode afetar pequenos grupos de músculos (joelhos, faciais, pescoço, fala) até o corpo todo, provocando queda. São geralmente desencadeados por situações emocionais, por exemplo risada, surpresa, euforia, tristeza, constrangimento, orgasmo. Geralmente o paciente tem consciência que do que está acontecendo, embora não consiga falar nem se movimentar. A Cataplexia pode surgir dos 15 aos 30 anos e costuma provocar pelo menos um ataque por dia.
  • Alucinações hipnagógicas (ao adormecer) e hipnopômpicas (ao despertar) são muito vívidas e semelhantes a sonhos. Podem ser muito assustadoras porque a pessoa sabe que está acordada mas está tendo essas vidências como se estivesse dormindo.
  • Paralisia do sono . É uma incapacidade total de se mover e falar pouco antes de adormecer e mais freqüentemente ao despertar. É aterradora porque pode vir acompanhada de alucinações. Dura de segundos a minutos, portanto não se preocupe, você nunca vai ser enterrado vivo. J

OBS.: a paralisia do sono e as alucinações hipnagógicas e hipnopômpicas podem acontecer sem Narcolepsia. O tratamento costuma ser simples, e rápido.

Tratamento da Narcolepsia:

  • Melhorar a higiene do sono
  • Adaptar ambiente profissional, doméstico etc. de modo que em caso de queda não ocorram ferimentos
  • Estimulantes

(A paralisia do sono e as alucinações descritas acima são tratadas com alguns antidepressivos)

Síndrome da Pernas Inquietas ou SPI

Sintomas da Síndrome das Pernas Inquietas:

  • Necessidade de mover, geralmente acompanhada de sensações desconfortáveis nas pernas (queimação, dormência, formigamento, coceira, cãibras, dores, repuxamentos).
  • Alívio parcial ou total do desconforto ao movimentar as pernas, andar ou alongar.
  • Início ou piora dos sintomas quando em repouso ou inatividade (sentada ou deitada).
  • Início ou piora no final do dia ou à noite.

Causas mais freqüentes:

  • Stress, ansiedade, preocupações.
  • Gravidez.
  • Anemia.
  • Insuficiência renal
  • Aumento de Uréia
  • Doença de Parkinson
  • Neuropatia periférica
  • Mais parentes com a mesma síndrome
  • Outras páginas em breve
    Tudo sobre a Insônia - Insônia - saber sobre a insônia - ler a respeito da insônia - como curar a insônia - insônia tem cura - como dormir bem - Tratamento contra a insônia - porque da insônia - como livrar da insônia - causas da insônia - sintomas da insônia - tratamentos contra a insônia - Paralisia do sono - Sonolência Excessiva Diurna -

 

Pesquisa Escolar: Geografia * História

Copyright © 2008 - Image Factory , All Rights Reserved - Envie suas sugestões para goiasvelho.tur@hotmail.com


 

 

 

 

 

 

 

 

OUTRAS PÁGINAS EM BREVE

 

O SITE MAIS COMPLETO DA CIDADE DE GOIAS VELHO

Usuários online